Como fazer haxixe em casa: um guia para fazer hash caseiro

Tempo de leitura: 8 min

Publicado em

Aprenda passo a passo como fazer haxixe de qualidade em casa e descubra dicas exclusivas para se tornar um especialista.

Como fazer haxixe em casa é uma das principais dúvidas dos usuários de maconha para uso adulto. Isso acontece porque esse tipo de extração é um dos mais caros no mercado, porém o preferido de muitos conhecedores e fumantes mais experientes. De origem asiática, o haxixe pode ser feito de diversas formas e hoje vamos ensinar como cada um dos tipos de haxixe é feito no mercado regulamentado e as principais maneiras de se fazer haxixe em casa sem precisar de equipamento profissional.

Entendendo mais sobre o haxixe

Se você ainda tem dúvidas do que é exatamente o haxixe, sugerimos que você leia antes desse texto o nosso Guia do Haxixe, nele explicamos exatamente a origem desse tipo de extração, o conceito técnico por trás desses métodos milenares, quais são os principais tipos e muito mais.

Para aqueles que já estão mais familiarizados com esse assunto, o haxixe é um concentrado de cannabis, obtido a partir das glândulas de resina das plantas, conhecidos como tricomas. É nos tricomas que encontramos as mais altas concentrações de canabinoides, especialmente o THC que é muito buscado pelos usuários. Sendo essa a base, existem diferentes maneiras de se obter o hash, que podem variar de textura, cor e potência, a depender da forma de cultivo e genética da planta e, de como os tricomas foram extraídos, secos, curados e armazenados.

Quais tipos de haxixe são mais fortes?

haxixe-droga

Para entendermos melhor sobre a potência do haxixe é importante definirmos o que nele causa os efeitos no nosso corpo. O principal elemento que irá causar a sensação de “chapado”, é o THC. Caso você esteja buscando um efeito medicinal no uso do haxixe, outro canabinoide bastante presente é o CBD. Para entender se seu haxixe é um dos fortes ou não, a primeira informação a se buscar é a quantidade de THC e/ou CBD no seu extrato. Dependendo do volume do canabinoide (em percentual) é possível saber se seu haxixe é forte ou não, por exemplo, existem haxixes com mais de 80% de THC, o que é considerado muito forte.

Os fatores que irão definir a potência do haxixe são principalmente a genética da planta que está sendo processada e a forma de extração. Haxixes feitos de plantas com alto percentual de THC, como a Lemon Haze ou Purple Kush, por exemplo, tendem a ser mais poderosos já que as plantas também tinham altas concentrações dos canabinoides. É importante lembrar, no entanto, que a potência também pode ser influenciada pelo método de consumo e pela tolerância individual de cada pessoa.

Os principais métodos para fazer haxixe em casa

Existem várias maneiras de produzir haxixe em casa, você vai sempre precisar de maconha de boa qualidade e alguns outros poucos equipamentos do seu dia a dia. Hoje vamos explorar os três métodos populares: charas, dry sift e rosin.

Outro método muito popular é o ice ou ice-o-lator, você pode entender tudo sobre esse tipo de haxixe nesse texto.

  • Charas: a tradição milenar

O Charas, um haxixe de coloração escura e textura pegajosa, é um dos mais antigos que já foi identificado. Esse método antigo de produção de haxixe surgiu primeiramente na região dos Himalaias e na Índia, locais de vastas produções de maconha outdoor, que fazem o consumo de maconha principalmente no formato de extração ao invés das flores.

como fazer charas
Fonte: Geopium

Essa extração acontece quando a planta ainda está bem fresca, originalmente era feito com as flores ainda na planta, e a técnica consiste em esfregar as mãos nas flores de cannabis, coletando a resina que gruda nos dedos. Embora possa parecer simples, nesse tipo de extração é difícil de se obter grandes volumes, porém é uma forma de começar a testar suas habilidades de haxixeiro.

Sabe aquele movimento de esfregar as mãos quando você está com frio? Para fazer charas em casa você irá fazer esse mesmo movimento, com as flores de maconha ainda frescas no meio das mãos, de maneira leve, porém vigorosa. Você verá que a resina começará a grudar nas suas mãos, a melhor forma de coletar o haxixe que está preso nas suas palmas é com um objeto metálico fino, que você possa raspar sua mão sem se machucar. Seque seu haxixe em ambiente fresco e escuro por pelo menos 1 semana antes de fazer o consumo, caso queira melhorar sua experiencia de fumo, também recomendamos que você cure seu haxixe em um vidro fechado e escuro por pelo menos 1 mês, isso irá ativar os canabinoides.

  • Como fazer o dry sift ou marrom: extração com tela

O dry sift é uma das formas de haxixe mais populares ao redor do mundo. A maioria dos usuários, inclusive, já teve contato com esse tipo de extração e nem sabe. Isso por que muitos dixavadores de 3 partes possuem uma tela final e, quando você abre o último compartimento, se depara com um “pózinho” marrom, chamado de kief. O kief é um tipo de dry sift, considerado de média/baixa qualidade, devido ao seu alto volume de matéria vegetal.

haxixe e maconha

Agora vamos falar sobre os outros tipos de dry sift que existem e como eles são feitos. Esse tipo de extração é na verdade uma técnica de separação das glândulas de resina dos restos vegetais, resultando em uma forma pura e potente de haxixe. É um processo relativamente simples que pode ser realizado em casa com algumas ferramentas básicas.

Para fazer dry sift em casa você precisará de uma tela fina ou peneira de alta qualidade (que também tenha malha bem fina) e flores de maconha (já secas) de alta qualidade. Quanto mais tricomas suas flores tiverem, mais chances de aumentar a quantidade de haxixe que será extraído. Comece colocando as flores de cannabis secas e resinosas na tela. Em seguida, agite levemente a tela para que as glândulas de resina se soltem e caiam no recipiente abaixo.

Na hora de realizar esse processo, é importante que você esteja em uma área limpa e livre de correntes de ar, para evitar a contaminação do haxixe com materiais indesejados. Após a coleta do dry, você pode armazená-lo em um recipiente hermético, protegendo-o da luz, umidade e ar para preservar sua potência e qualidade.

  • Como fazer o rosin: é possível fazer haxixe com a chapinha?

Por fim, não poderíamos deixar de explicar como é feito o Rosin, a mais moderna das técnicas apresentadas e extremamente popular em mercados regulamentados. O Rosin é uma técnica de extração de haxixe que utiliza calor e pressão para liberar a resina das flores de cannabis. É um método eficiente e seguro que pode ser realizado em casa, mesmo sem equipamentos profissionais.

Para fazer Rosin em casa, você precisará de flores de cannabis de qualidade (quanto mais tricoma visível melhor), papel manteiga e um ferro de passar roupa ou chapinha de cabelo. Para essa extração você poderá usar flores molhadas (recém cortadas) ou secas, a depender do tipo do resultado final de você busca.

Comece pré-aquecendo o ferro de passar ou chapinha na menor temperatura possível, caso o aparelho tenha controle de temperatura é melhor ainda. Em seguida, coloque as flores de cannabis entre duas folhas de papel manteiga (existem papeis específicos para essa funcionalidade, porém o papel do mercado já funciona para um primeiro teste) e posicione-as entre as placas do ferro de passar ou chapinha. Aplique uma leve pressão e calor nas flores, mantendo o papel manteiga no lugar.

Após alguns segundos e com bastante delicadeza, remova o calor e a pressão, sem deixar que tudo caia no chão. Abra o papel manteiga e você verá a resina extraída das flores, agora transformada em Rosin. Com uma ferramenta não aderente, como uma espátula de silicone ou metal, colete o haxixe do papel manteiga em um movimento parecido com o da depilação, forte e preciso, porém, controlado. Experimente diferentes temperaturas, tempos de prensagem e técnicas para encontrar a combinação perfeita que se adapte ao seu gosto e preferências.

Como amolecer o haxixe

Já passou por aquela situação de comprar ou fazer um haxixe e, depois de algum tempo, ele endurecer? Isso é normal e pode ser revertido, vamos te ensinar algumas técnicas básicas para que você recupere a textura do seu haxixe com pouco ou nenhum trabalho.

A primeira opção é aquecer o haxixe em banho-maria, garantindo que a temperatura não ultrapasse um nível que possa danificar os canabinoides, ou seja, não passe de 100 ºC.

Outra técnica consiste em envolver o haxixe em papel manteiga e aplicar calor suavemente com um isqueiro, secador de cabelo ou até mesmo se sentando em cima. Essas abordagens ajudam a tornar o haxixe mais maleável, facilitando seu uso e manipulação.

O que fazer com haxixe mofado?

A primeira coisa que sempre reforçamos é que você não deve fazer o consumo de nenhum produto (de maconha ou não) que apresente mofo, caso você possa evitar. O mofo aparente é um estágio avançado da produção de microrganismos que já estão acontecendo naquele material, ou seja, se você já está vendo em uma parte do produto, o restante terá a mesma condição, só não está visível ainda.

Se você notar que seu haxixe está mofado, é essencial que você jogue o fora. O mofo pode ser prejudicial à saúde, especialmente quando inalado ou ingerido e, quem diz que pode ser recuperado, pode causar um mal a sua saúde. Para evitar o mofo, armazene o haxixe em um recipiente hermético, em local fresco e seco, além de verificar regularmente a qualidade e a presença de qualquer sinal de mofo.

Como fazer haxixe de alta qualidade sem ser um profissional

Para fazer haxixe em casa de boa qualidade você precisa de poucas coisas e, quanto melhor sua matéria prima, melhor será o seu resultado final! Separamos as top 5 dicas para que você faça haxixe como um profissional sem precisar de muito material:

haxixe depois de seco
  • Matéria prima de boa qualidade: utilize sempre flores de cannabis das mais tops que você encontrar, escolhendo genéticas conhecidas por sua potência e alta produção de resinas, que são ricas em canabinoides.
  • Limpeza primeiro: mantenha seus equipamentos de produção limpos e bem conservados, evitando contaminações indesejadas, ou seja, nada de usar a colher ou peneira de cozinha para fazer seu hash.
  • Teste muito: para aperfeiçoar sua técnica, pratique diferentes métodos de extração até que encontre o que funciona melhor para você.
  • Não esqueça de onde você mora: esteja ciente das leis e regulamentações locais relacionadas à cannabis e ao haxixe. No Brasil, fazer haxixe em casa pode ser considerado um crime, ou seja, tome cuidado e veja o que você está disposto a encarar.
  • Troque conhecimento: compartilhe conhecimento com outras pessoas, participe de comunidades online e eventos para aprender mais e trocar experiências.

Agora que você já sabe muito sobre como fazer haxixe em casa, é hora de começar a praticar e ir melhorando suas técnicas. Lembre-se de agir de forma consciente e responsável, pense o que você está disposto a perder nesse processo, seja sua matéria prima (sua flor de maconha não vai chapar depois que você extrair todos os canabinoides dele) ou até mesmo sua liberdade, caso as autoridades entendam que a produção caseira estava destinada à venda.

Nosso objetivo não é te alarmar! Produzir seu próprio haxixe em casa pode ser uma experiência gratificante e fascinante, permitindo que você explore e aprecie as diferentes nuances dessa substância concentrada. Divirta-se, seja criativo e aproveite os resultados de seus esforços!  O haxixe é conhecido por ser uma das formas mais populares de consumo e a queridinha de muitos conhecedores e a Kaya Mind está aqui para te ajudar com uma educação responsável!

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!


    0
    Nós adoraríamos saber sua opinião, deixe seu comentário!x