Maconha emagrece? A relação da maconha com a manutenção ou perda de peso

Escrito por

Escrito por

Lara Santos

Tempo de leitura: 2 min

Publicado em

Estudos apontam que, por conta de seus princípios ativos e capacidade de tratar outras condições médicas, a maconha pode auxiliar na manutenção ou até perda de peso de quem a consome

Muitas pessoas já partem do pressuposto de que usar maconha engorda, porque a planta causa a famosa larica – aquela fome ou vontade de comer insaciável que surge após o consumo. No entanto, alguns estudos apontam que, na verdade, a cannabis pode ser utilizada para a manutenção ou até perda do peso. Vale dizer que essas pesquisas não são conclusivas, mas trazem indícios relevantes sobre o assunto. Afinal, a maconha emagrece ou engorda?

O que dizem os estudos científicos sobre maconha e peso

Em 2011, as resoluções de dois estudos apontaram que a obesidade era mais comum entre pessoas que reportaram não usar cannabis em comparação com aquelas que usavam maconha pelo menos três vezes por semana. Outra pesquisa em torno do tema de cannabis e obesidade entre jovens também apresentou conclusões similares.

Além disso, outra análise mais recente, publicada em 2018, mostrou que o IMC (índice de massa corporal) era menor entre usuários de cannabis, ao mesmo tempo que eles tinham um consumo de calorias alto. Ainda, um ensaio apresentou que quem consome maconha tem cinturas mais finas e níveis mais baixos de colesterol.

Esses resultados foram analisados por pesquisadores e muitos chegaram à conclusão de que essa manutenção ou redução do peso associada à cannabis é por conta de como seu consumo afeta alguns fatores importantes.

Como a maconha pode influenciar no peso

maconha emagrece

A maconha é uma planta que trata diversas condições médicas e comportamentos por meio de seus fitocanabinoides e outros princípios ativos.

Sendo capaz de tratar dores crônicas, por exemplo, a cannabis pode aumentar a mobilidade das pessoas, o que acaba refletindo em perda de peso. O fato de que muitas pessoas, quando usam maconha, consomem menos bebidas alcoólicas,  , já que estas causam uma série de malefícios para o corpo.

Modular o estresse e o sono é outro fator essencial para a manutenção de peso, o qual a maconha é capaz de realizar. O estresse e a ansiedade andam juntos e ambos causam um aumento de consumo de calorias, pois, nesses momentos, muitos procuram conforto na comida. Já a falta de um sono reparador pode afetar o funcionamento do metabolismo.

Em outros casos, o uso de cannabis também é recomendado para pessoas que sofrem com a falta de apetite após passarem por tratamentos invasivos, como quimioterapias, exatamente por causar a famosa larica. Isso pode, inclusive, ajudar na manutenção do peso desses pacientes medicinais, que costumam perder energia, massa magra e gorda durante esses procedimentos médicos.

O consumo da cannabis pode tratar essas e muitas outras condições médicas e, dessa forma, auxiliar na manutenção ou perda de peso. No entanto, é importante frisar que dietas ou tratamentos milagrosos não são soluções para questões com o corpo; pelo contrário, são vilãs de qualquer busca por uma vida equilibrada. A procura por uma nutricionista responsável e ética, com discursos positivos e inclusivos, é a melhor opção em uma situação como essa.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

copa do mundo e cannabis
Lara Santos

Copa do Mundo e cannabis  

Em 2022, o evento acontece em um país com regras rígidas sobre o uso de cannabis. Entenda como as seleções favoritas se posicionam a respeito da planta e como os atletas poderiam se beneficiar se o uso de CBD fosse permitido

Leia mais

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!