Executivos importantes da indústria da cannabis

Escrito por

Escrito por

Lara Santos

Tempo de leitura: 4 min

Publicado em

No mercado da cannabis, muitas lideranças de grandes empresas são formadas por executivos que já atuavam ou não no setor; confira quem são eles

Muitas das maiores empresas do mercado da cannabis são lideradas por executivos que já tinham uma carreira bem estabelecida em outras companhias de grande porte ou que se tornaram referências no meio ao fundar um negócio voltado ao setor da planta. Hoje, esses empresários, brasileiros ou estrangeiros, são famosos na indústria.

É importante entender quem são esses executivos, pois eles são relevantes para o desenvolvimento do setor da cannabis e para parte da mudança de pensamento em torno da planta, que, muitas vezes, é cheio de paradigmas e preconceitos. Veja abaixo alguns deles:

Executivos da indústria da cannabis

José Bacellar – Verdemed

José Bacellar já foi presidente da Bombril e chefe de desenvolvimento de negócios da ACIC Pharmaceuticals ao se mudar para o Canadá. Lá, teve o primeiro contato com a cannabis para fins medicinais, o que o inspirou a fundar a Verdemed, empresa que exporta medicamentos à base de cannabis para médicos e pacientes na América Latina.

Viviane Sedola – Dr Cannabis

Viviane Sedola fundou, em 2018, a Dr Cannabis, plataforma brasileira que conecta pacientes e profissionais de saúde que prescrevem produtos à base de cannabis. Desde então, se tornou renomada no mercado, tendo sido a única representante latino-americana da lista de 50 mulheres mais influentes do setor canábico divulgada pela revista High Times, uma das publicações sobre maconha mais importantes do mundo.

Martim Prado Mattos – Greencare

Ex-executivo da Hypera pharma (antiga Hypermarcas), Martim Prado Mattos  resolveu mudar de carreira e passou a estudar o mercado da cannabis. Ao enxergar uma oportunidade, criou um fundo de investimentos em negócios globais de cannabis e fundou a GreenCare, uma empresa produtora de medicamentos à base de cannabis e também um dos principais marketplaces que realizam a importação dos produtos para pacientes que têm prescrição médica. Hoje, a GreenCare tem autorização da Anvisa para vender seus derivados nas farmácias brasileiras, junto com outras poucas empresas.

Camila Teixeira – Cannbanx

Após assistir documentários sobre a dificuldade de acesso aos medicamentos à base de cannabis, como Ilegal e Weed, Camila Teixeira decidiu criar uma consultoria para empresas que atuavam no setor medicinal da planta nos Estados Unidos. No entanto, ao se aprofundar na realidade do Brasil em relação a esse assunto, voltou ao país e fundou a Indeov. Hoje, ela é CEO do Cannbanx, um banco digital voltado para empresas e associações que atuam na indústria da cannabis.

Joaquim Dias Castro – Gravital

Joaquim Dias Castro é sócio-fundador da Clínica Gravital, a primeira rede de clínica de cannabis medicinal do Brasil, criada em 2019. Mas esse não foi seu primeiro contato com o mercado da planta: foi fundador e gestor da Blue Dream Capital Partners, fundo offshore voltado para o investimento em companhias da indústria da cannabis nos Estados Unidos e Canadá. Antes, Joaquim trabalhou no BNDES e foi conselheiro em empresas como Oi, Light, Eletropaulo e JBS.

Mariana Maciel – Thronus Medical Inc

A médica brasileira Mariana Maciel se mudou para o Canadá em 2018 e fundou a Thronus Medical Inc., em que usa nanotecnologia para desenvolver medicamentos à base de cannabis que sejam solúveis em água. Assim, a absorção dos fitocanabinoides no organismo pode ser maior e mais rápida do que a de derivados à base de óleo da planta. A doutora é uma grande adepta à medicina canabinoide e acredita na importância de quebrar com os paradigmas sobre a cannabis e seus potenciais terapêuticos.

David Klein – Canopy Growth

Ex-executivo da Constellation Brands, uma das maiores empresas de cervejas, vinhos e destilados do mundo, David Klein, em 2020, se tornou CEO e membro do comitê de executivos da canadense Canopy Growth. A companhia é avaliada em 12 bilhões de dólares e tem ações abertas em bolsas de valores de renome. Hoje, Klein é uma das figuras mais importantes do mercado da cannabis.

Além desses executivos, existem empreendedores brasileiros que têm um papel importante na indústria canábica fora do Brasil e até celebridades que apostam nesse mercado e nas vantagens medicinais, industriais e recreativas da cannabis.

Vale dizer que, infelizmente, a maioria dos executivos que receberam certo reconhecimento no mercado da cannabis ainda é formada por homens brancos.  Segundo uma análise da Insider, estes representam 70% dos cargos executivos de alto nível das 14 maiores empresas de cannabis de capital aberto do mercado, por exemplo. Esse fato não mostra só a falta da presença feminina na indústria, como também da população negra, que foi uma das principais afetadas pela guerra às drogas durante décadas. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

copa do mundo e cannabis
Lara Santos

Copa do Mundo e cannabis  

Em 2022, o evento acontece em um país com regras rígidas sobre o uso de cannabis. Entenda como as seleções favoritas se posicionam a respeito da planta e como os atletas poderiam se beneficiar se o uso de CBD fosse permitido

Leia mais

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!