Mercado Canábico: tamanho atual, projeções futuras, empresas e mais 

Escrito por

Escrito por

Lara Santos

Tempo de leitura: 3 min

Publicado em

A indústria canábica estrangeira vem movimentando bilhões de dólares e o cenário no Brasil, não será diferente. Veja seu tamanho e quantas pessoas serão impactadas

O mercado canábico no Brasil, ainda que não seja totalmente regulamentado, vem se desenvolvendo e ganhando atenção de investidores, empresários, empreendedores e outros entusiastas. Alguns  modelos de negócio  relacionados à planta já fincaram suas raízes no país e colaboram com os impactos positivos dessa indústria, sendo eles econômicos, sociais e ambientais. Mas o potencial do mercado da maconha do país é, na verdade, muito maior do que se testemunha hoje. 

Quanto o mercado da cannabis movimenta? 

mercado canabico
Mercado Canábico

Hoje, o único mercado de cannabis regulamentado no Brasil é o medicinal, apesar de haver movimentações em relação ao mercado de cannabis para pets e cânhamo para fins industriais. Segundo uma pesquisa interna da Kaya Mind, foram movimentados por volta de R$ 130 milhões em 2021, tendo uma alta de 124% em relação à 2020. O estudo também aponta que o esse total é subdimensionado, já que considerou-se apenas os medicamentos importados por meio da Anvisa e disponíveis nas farmácias, sendo que há outras formas de acesso ao uso medicinal de cannabis no Brasil – via associações e judicializações, por exemplo.  

Além dessa movimentação financeira, estima-se que há mais de 150 mil pessoas que fazem tratamento à base de cannabis hoje no país e que foram realizadas mais de 100 mil autorizações para importação de medicamentos à base de cannabis. Também são mais de 1900 produtos disponíveis para venda no Brasil – aqui, você pode descobrir alguns deles. Esses números mostram que, mesmo que a regulamentação de cannabis medicinal no Brasil seja restrita, já existe uma indústria estabelecida em território nacional e que tem grandes potenciais caso seja mais abrangente.

Quais as maiores empresas de cannabis? 

No mundo, existem empresas de cannabis que já ocuparam posições importantes no mercado, fazendo parte, inclusive, de bolsas de valores de renome. A maioria delas está localizada no Canadá, onde a regulamentação da planta inclui o uso medicinal, adulto e industrial. Veja algumas das maiores delas: 

  • Canopy Growth 
  • Tilray + Aphria 
  • Aurora Cannabis 
  • Cronos Group 

Aqui, você pode entender mais detalhes sobre elas. Por outro lado, no Brasil, mesmo sem uma regulamentação ampla, a Kaya Mind mapeou mais de 700 empresas que atuam no mercado da cannabis hoje. Muitas delas, inclusive, são startups de cannabis, como a Kaya Mind.   

Perspectivas para o mercado da cannabis no Brasil 

O cenário da cannabis mundo afora mostra como o Brasil ainda engatinha quando se diz respeito à regulamentação da planta. O mercado da maconha nos EUA, mesmo que legalizado em alguns estados, já movimentou bilhões de dólares. Esse crescimento incentiva diversas frentes, como o mercado financeiro, em que se vê ações, fundos de investimento e outros ativos voltados à cannabis surgindo e se valorizando. 

Segundo dados coletados e calculados pela Kaya Mind, em território brasileiro, o valor de mercado da maconha pode atingir o total de R$ 26 bilhões no 4º ano após a regulamentação, incluindo os três usos da planta (medicinal, adulto e industrial). Esse patamar é comparável à movimentação do mercado de compras feitas pelo celular, em 2019, ao de produtos de limpeza domésticos e industriais no mesmo ano, e a produção de defensivos agrícolas em 2018. Ainda, deste total, seriam recolhidos R$ 8 bilhões de impostos para o governo, o que possibilitaria investimentos importantes nas áreas da saúde, educação, economia, tecnologia e mais. 

Só a produção de CBD no Brasil e dos outros fitocanabinoides da cannabis para fins medicinais movimentaria R$ 9,5 bilhões no 4º ano após a implementação da lei. O cultivo de cânhamo, para fins industriais, teria um potencial produtivo de 15 mil hectares e a regulamentação do uso adulto resultaria em 3,1 milhões de novos usuários. 

Com uma regulamentação que abrangesse o cultivo e uso da planta em sua integralidade, o mercado da cannabis transformaria o cenário para as empresas canábicas e as não-canábicas, a indústria de trabalho e o mercado financeiro. Assim, impactaria a vida de inúmeros indivíduos, desde trabalhadores até grandes empresários. Só em relação ao emprego, seriam geradas por volta de 328 mil oportunidades de trabalho, o que é extremamente importante para o país, já que o Brasil atingiu uma taxa de desemprego de 14,7% em maio de 2021. As consequências indiretas da regulamentação da indústria canábica, portanto, também serão muitas e deverão ser levadas em conta. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

copa do mundo e cannabis
Lara Santos

Copa do Mundo e cannabis  

Em 2022, o evento acontece em um país com regras rígidas sobre o uso de cannabis. Entenda como as seleções favoritas se posicionam a respeito da planta e como os atletas poderiam se beneficiar se o uso de CBD fosse permitido

Leia mais

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!