Brisadeiro: receita, possíveis efeitos e cuidados a serem tomados

Escrito por

Escrito por

Lara Santos

Tempo de leitura: 4 min

Publicado em

O brigadeiro de maconha é um dos comestíveis da planta mais queridos e conhecidos no Brasil, mas ainda é necessário ter alguns cuidados com o seu consumo; entenda

O brigadeiro de cannabis, também chamado de brisadeiro, brigaconha, brigadeironha e brigadeiro mágico, é uma das formas mais populares dos comestíveis de maconha no Brasil por conta da tradicionalidade do doce original, a facilidade de sua receita e, é claro, seu sabor. Além dos comestíveis, como o brisadeiro, há mais de 10 maneiras de consumir cannabis tanto para uso adulto como para fins medicinais, sendo que cada uma tem funções e oferece efeitos diferentes

Pelo fato do brisadeiro ser ingerido, o processo para sentir os efeitos psicotrópicos da cannabis é diferente do fumo. Para que o THC e outros fitocanabinoides sejam ativados e, então, causem seus efeitos psicotrópicos e medicinais, é necessário que as flores ou os buds da planta passem por um processo de descarboxilação, isto é, entrem em contato com calor. Por isso, ao fazer um brigadeiro de maconha, de nada adianta colocar a planta crua dentro do preparo, a não ser que você não queira se sentir “chapado” e tenha como objetivo apenas sentir o sabor da cannabis. 

A forma verdadeira de como fazer brisadeiro, portanto, é a partir da seguinte receita: 

Receita do brisadeiro

  • Separe os buds ou as flores da maconha, de preferência uma que não seja prensada, em pedaços menores;
  • Coloque manteiga em uma panela em em banho maria (a água do banho maria mantém a temperatura da manteiga, sem que aqueça demais, preservando as propriedades da cannabis);
  • Adicione os pedaços de maconha na panela e misture;  
  • Com o fogo baixo ainda ligado, espere 20 minutos para um baixo aproveitamento do THC, 1 hora para médio ou 3 horas, alto;
  • No final do tempo escolhido, coloque a mistura em um pote de inox ou alumínio e deixe esfriar;
  • Em seguida, é só derreter a manteiga dentro de uma panela em fogo baixo, acrescentar o leite condensado e o chocolate em pó, mexendo constantemente para não queimar e não formar bolinhas até o ponto em que o brisadeiro desgrudar do fundo da panela;
  • Se sobrar, guarde o restante em um pote dentro da geladeira para usar em outros preparos. É importante que o recipiente não seja transparente para que a manteiga não oxide com a luz. 
brisadeiro

O fato do uso adulto da cannabis não ser regulamentado no Brasil não impede com que as pessoas busquem maconha para consumir, mas, sim, possibilita o acesso apenas à substâncias de mercado ilegal e de má qualidade, como o prensado. Isso reflete diretamente na saúde dos usuários, já que eles não deixam de consumir e não se sabe a origem dessas substâncias, muito menos as condições sanitárias em que foram desenvolvidas. Por isso, mesmo diante dessa regulamentação proibicionista, ao fazer uma receita como a do brisadeiro, é importante evitar o uso de prensado, a não ser que essa seja a única forma de você ter acesso à cannabis. Nesse caso, experimente lavar a erva do prensado, cobrindo-a com água quente, mas nunca fervendo, e repetindo esse processo até 3 vezes – isso vai fazer com que boa parte das toxinas diminuam.

De qualquer forma, pode-se ver que o preparo do brisadeiro é similar ao do tradicional brigadeiro, com uma pequena mudança no início do processo. Contudo, enquanto o consumo de brigadeiro é normalizado e inofensivo para a maioria das pessoas, o de brisadeiro deve ser feito de forma mais cuidadosa, afinal, os comestíveis ou edibles de maconha têm uma série de especificidades. 

Os efeitos do brisadeiro

Ainda que esses produtos costumem ser vantajosos em relação à redução de danos, pois não passam pelo processo de combustão como acontece no fumo, a ingestão de cannabis com algum tipo de gordura (manteiga e diferentes tipos de óleos, por exemplo) é uma das maneiras mais eficazes de absorver suas propriedades terapêuticas (fitocanabinoides e terpenos).

Além disso, ao comer algo preparado com maconha, como o brisadeiro, o corpo humano metaboliza o THC por meio do fígado, transformando-o em um metabólito que se espalha eficientemente pelo organismo. Todo esse processo causa um efeito psicotrópico muito mais intenso e lento, ou seja, demora mais para se sentir chapado, ao mesmo tempo que essa sensação dura mais tempo, podendo se estender por até 24 horas em pessoas com maior sensibilidade. 

Como consumir brisadeiro de maneira segura?

Por conta da particularidade dos efeitos dos comestíveis, a dosagem desse consumo se torna desafiadora. Esse é o principal ponto de atenção, pois altas doses de THC podem causar ansiedade, enjoos e paranoias – as famosas bad trips. Por isso, se for fazer a receita do brisadeiro para fins recreativos, o indicado é que você coma pequenas quantidades aos poucos e espere o efeito bater (entre 2h, a depender do organismo da pessoa). 

fumar comer vaporizar
Diferenças entre fumar, comer ou vaporizar cannabis

Também, é importante não esquecer de se hidratar e rodear-se de amigos confiáveis no momento do uso. No entanto, caso você ainda se sinta mal, tente se distrair e não entrar em pânico. Lembre-se que não há nenhum registro no mundo de overdose ocasionada pelo consumo de maconha e que o efeito vai passar com o tempo.

Como cortar o efeito do brisadeiro? 

Não existe uma mágica para simplesmente parar de sentir a brisa da cannabis. Mas há algumas formas de diminuir a sensação negativa que possa ter ocorrido com o consumo da planta. São elas:

  • Buscar um lugar arejado;
  • Tomar muito líquido;
  • Comer de forma equilibrada, mas garantindo uma quantidade mínima de açúcar;
  • Tentar dormir; 
  • Conversar com os seus amigos sobre o que você está sentindo. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

copa do mundo e cannabis
Lara Santos

Copa do Mundo e cannabis  

Em 2022, o evento acontece em um país com regras rígidas sobre o uso de cannabis. Entenda como as seleções favoritas se posicionam a respeito da planta e como os atletas poderiam se beneficiar se o uso de CBD fosse permitido

Leia mais

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!