Cannabis e Menopausa: qual a relação?

Escrito por

Escrito por

Lara Santos

Tempo de leitura: 3 min

Publicado em

O sistema endocanabinoide regula os níveis de estrogênio, principal hormônio que ocasiona os sintomas da menopausa, por isso, a cannabis também pode ajudar nessa modulação

A cannabis e seus fitocanabinoidesterpenos e canaflavinas podem ajudar no tratamento de diversas condições médicas, como cânceransiedade, epilepsia, fibromialgia e mais. Mas, além disso, também são capazes de atenuar sintomas de processos naturais do corpo, como a menopausa, que causa uma série de sensações desagradáveis para as mulheres nessa fase, trazendo a relação entre cannabis e menopausa. 

É claro que essa atuação da cannabis na menopausa, assim como em outros processos que ocorrem no corpo, tem tudo a ver com o sistema endocanabinoide, que é responsável por modular as funções do organismo, como dores, sonofome, humor e mais. Mas antes, é importante entender o que é a menopausa e o que ela exatamente causa.  

O que é a menopausa? 

Cannabis e Menopausa

A menopausa é definida como o último ciclo menstrual que ocorre por um declínio natural dos hormônios reprodutivos no corpo de mulheres de 40 a 55 anos – antes dos 40, ela pode ocorrer, mas é considerada uma menopausa precoce. Esse processo ocorre quando morrem os últimos folículos dos ovários, assim, fazendo esses órgãos entrar em falência e as concentrações dos hormônios femininos, estrogênio e progesterona, caírem de forma irreversível. 

Mesmo que a menopausa não seja uma doença – e é importante frisar isso –, a maioria das mulheres que estão passando por esse processo sentem uma série de sintomas desconfortáveis, mas, em determinados casos, pode não se notar nenhuma diferença. Alguns dos sintomas mais comuns são:  

  • Ondas de calor;  
  • Alterações no sono; 
  • Diminuição da libido; 
  • Mudanças de humor; 
  • Enfraquecimento dos órgãos genitais; 
  • Perda de massa óssea; 
  • Pele com menos vigor, unhas e cabelos quebradiços; 
  • Maior risco de doenças cardiovasculares. 

Existem muitos outros sintomas secundários e aqueles que são mais graves, como os últimos mencionados na lista, são menos frequentes. Ainda assim, é importante consultar e realizar um acompanhamento médico quando ocorrer mudanças nas menstruações e o surgimento de alguns desses sintomas.  

Como a cannabis pode aliviar os sintomas da menopausa? 

Uma das formas de atenuar os sintomas da menopausa é por meio da reposição hormonal, mas esses medicamentos têm uma série de contraindicações e efeitos colaterais e, portanto, não podem ser recomendados para todas as mulheres, como aquelas que já tiveram câncer, por exemplo. 

Por isso, a cannabis pode ser uma alternativa para aliviar os desconfortos desse processo natural e inevitável do organismo feminino. Ainda que os estudos sejam preliminares e pouco se sabe sobre as consequências do uso da planta para a menopausa, seu consumo para esse fim já tem se tornado comum em alguns países regulamentados. Um estudo de 2016 avaliou o uso da cannabis para os sintomas da menopausa e apontou que 27% das mulheres usaram ou estão usando a planta para controlar os desconfortos desse processo natural. Ainda, 10% das entrevistadas se mostraram interessadas em usar esse tratamento.  

Afinal, o sistema endocanabinoide ajuda a regular os níveis de estrogênio, hormônio associado ao início dos sintomas da menopausa, e, como os fitocanabinoides da cannabis interagem com o sistema endocanabinoide, acabam ajudando no seu funcionamento e equilíbrio das funções corporais. Uma pesquisa da universidade de Washington com fêmeas de camundongo revelou que elas eram mais sensíveis aos efeitos do THC do que os machos – de acordo com cientistas, isso acontece porque, quanto maior a concentração do estrogênio, maior a sensibilidade a essa substância durante a ovulação. 

Além disso, a cannabis tem fitocanabinoides que podem: 

  • Modular a temperatura corporal, controlando as ondas de calor sentidas na menopausa;  
  • Ajudar na insônia, já que tem efeitos soníferos;  
  • Aumentar a libido dos pacientes, diminuindo a secura vaginal ocasionada pela menopausa; 
  • Atenuar as alterações de humor, como o desenvolvimento da depressão, que acomete muitas mulheres nesse período; e mais. 

Dessa forma, a cannabis pode ser uma grande aliada às mulheres na menopausa. É importante ressaltar, no entanto, que cada organismo reage de formas diferentes aos medicamentos, inclusive aos que são à base da cannabis. Por isso, é essencial procurar ajuda profissional para iniciar o tratamento mais adequado para você. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

copa do mundo e cannabis
Lara Santos

Copa do Mundo e cannabis  

Em 2022, o evento acontece em um país com regras rígidas sobre o uso de cannabis. Entenda como as seleções favoritas se posicionam a respeito da planta e como os atletas poderiam se beneficiar se o uso de CBD fosse permitido

Leia mais

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!