Benefícios e diferenciais de fazer sexo com cannabis

Tempo de leitura: 5 minutos

 As vantagens de ter relações sexuais com maconha vai além das questões fisiológicas, o emocional também é muito afetado; entenda

A relação entre cannabis e sexo é popular e vem sendo explorada amplamente pelo mercado legal da planta. Já existem diversos pesquisas científicas que comprovam os benefícios e diferenciais de transar “chapado” de cannabis, bem como uma variedade de produtos com seus derivados que podem ser usados nessas situações.

transar chapado

A maconha é composta por fitocanabinoidesque oferecem iferentes propriedades terapêuticas, sendo algumas delas a euforia, o relaxamento e a sensibilidade dos sentidos. Esses três efeitos, como muitos outros, são positivos para as relações sexuais, desde que elas sejam com consentimento, pois os estímulos de prazer ficam mais fortes e a chance de chegar ao clímax aumenta.  

O que a ciência diz sobre a relação do sexo com a cannabis

Um estudo realizado pela Universidade de Nova Iorque mostrou que transar “chapado” promove orgasmos mais intensos e outro, da faculdade de Stanford, nos EUA, também apontou que mulheres que fumam maconha regularmente relatam ter orgasmos maiores e melhores.  

Um estudo de 2019 envolvendo 373 mulheres no Missouri foi capaz de ir além e entender o que essas mulheres estavam sentindo, 34% relataram ter feito o uso da maconha antes do ato sexual e, para a maioria, houve um resultado positivo no aumento pelo desejo sexual, uma melhora do orgasmo e diminuição da dor.  

Outro estudo, desta vez realizado no Canadá e publicado pelo The Journal of Sexual Medicine trouxe que 16% dos pesquisados relataram que o sexo melhorou em alguns aspectos e piorou em outros, o que mostra uma dificuldade em identificar uma alteração. Nesse mesmo estudo, 5% dos participantes trouxeram que houve uma piora do momento sexual.  

É importante fazer o recorte que o uso da maconha também terá outros efeitos no corpo humano e que não serão sentidos apenas no ato, e, sim, antes, durante e depois, podendo trazer os efeitos benéficos e não tão prazerosos a depender de cada pessoa. 

 

Vantagens proporcionadas pela maconha na hora H 

TRANSAR CHAPADOAlém disso, como a cannabis proporciona sensações mais à flor da pele, ela ajuda na lubrificação genital e, por consequência, na diminuição da dor sexual – no Brasil, 15% das mulheres em idade fértil têm algum grau de endometriose, condição médica que causa dores na pelve, vagina, costas e abdômen, além de ser sentida nas relações sexuais.  

A ansiedade é outra causa da dor no sexo, assim como da disfunção sexual, e essa condição médicapode ser atenuada pelo consumo da planta. Como se pode ver, não há apenas vantagens fisiológicas do uso: as questões emocionais também são favorecidas pelo uso da cannabis na hora do sexo. Alguns usuários da planta até relatam se sentirem mais conectados com o parceiro, além de se sentirem mais confiantes e desinibidos. Ou seja, quando estamos falando de transar “chapado”, não é apenas o seu corpo, mas tudo que você pode sentir e que a cannabis proporciona na hora do sexo. 

 

Tipos de produtos à base de cannabis para uso sexual  

Para além do uso da cannabis a partir do fumo, os lubrificantes, cremes, sprays, velas, bombas de banho, óleos e mais também promovem diferentes vantagens e são uma outra forma de se transar “chapado”. Os efeitos do lubrificante de maconha são como os outros produtos desta categoria, tirando o fato de que oferecem benefícios terapêuticos localizados, entre eles o relaxamento da musculatura pélvica e o anestesiamento da região íntima. Há, inclusive, supositórios vaginais que podem ser usados para tratar essas mesmas condições. 

Vale a pena lembrar que, como esse tipo de uso só é permitido no Brasil a partir da importação dos produtos finais, não existe uma grande variedade de produtos disponíveis no país. Ainda assim, há algumas opções.  

 

Derivados da cannabis para uso sexual no Brasil 

É possível utilizar produtos para uso íntimo que são à base de cannabis no Brasil. Alguns podem ser acessados por meio da importação via Anvisa, enquanto outros já estão disponíveis nas farmácias brasileiras. Todos só podem ser adquiridos por meio de uma prescrição médica. Veja alguns deles: 

– GreenCare 

Em setembro de 2020, a Anvisa autorizou a importação de um sérum íntimo fitofármaco à base de cannabis da empresa GreenCare. O produto não é um lubrificante tradicional, mas, sim, voltado para tratamento médico de dores na região intima decorrentes da atividade sexual ou outras doenças. Com uma prescrição médica, o produto pode ser importado via a agência reguladora a partir de R$ 169 por unidade no site da empresa.  

 

– Foria Wellness 

A marca estadunidense, Foria Wellness, é voltada exclusivamente para o prazer e bem-estar sexual. Todos os produtos são 100% à base de plantas, sendo o principal ingrediente deles a cannabis. O lubrificante da marca tem 400mg de CBD broad-spectrum (com todos os componentes da maconha, exceto o THC) e, por isso, promete aumentar a excitação e causar orgasmos melhores. Além do lubrificante, também é possível encontrar supositórios e cremes voltados para a saúde sexual feminina.  

 

– Intt Cosméticos 

A empresa brasileira e com capilaridade internacional foi uma das primeiras a lançar um produto à base de água e que, assim, pode ser usado com tranquilidade junto a preservativos e brinquedos sexuais. Até o momento, o lubrificante está disponível para venda apenas em Portugal, mas a empresa tem registro na Anvisa e visa a comercialização no mercado nacional quando a regulamentação evoluir.  

Além desses produtos íntimos, há, também, óleos medicinais que podem ser usados para tratar ansiedade e dores que podem impactar a relação sexual. Você pode encontrar uma lista de derivados disponíveis, em sua maioria óleos, no Brasil aqui. 

 

Recomendações para um uso responsável desses produtos e para você transar “chapado” com toda a segurança

É importante ressaltar que não é indicado utilizar lubrificantes caseiros, pois alguns ingredientes podem causar fungos, infecções e causar rompimentos do preservativo no momento de atrito, como o óleo de coco. Os lubrificantes devem ser à base de água. Ainda, é essencial que os artigos que você vá utilizar tenham aprovação e registro da Anvisa, pois ela é responsável por fiscalizar se seus componentes e seu desenvolvimento não podem prejudicar a saúde íntima do indivíduo.  

Vale dizer, também, que os efeitos da planta não são os mesmos em todos os organismos. Eles variam de acordo com a forma de uso, a quantidade e os fitocanabinoides presentes na planta, então, se o consumo de cannabis for para beneficiar condições médicas, é importante procurar um profissional da saúde para orientação adequada. 

Cadastre-se em nossa newsletter!

    Compartilhe essa informação!

    primeiro animal a ser tratado com cannabis

    Primeiro animal a ser tratado com cannabis

    O uso veterinário da cannabis tem se tornado uma pauta importante no meio canábico e na indústria pet, mas, na verdade, os animais de estimação já são tratados à base da planta há centenas de anos; conheça o histórico

    Leia Mais!
    carvão de cânhamo

    Carvão de Cânhamo

    Carvão de Cânhamo Além dos tecidos, dos biocombustíveis e dos leites vegetais, o cânhamo também pode ser utilizado para o desenvolvimento de um carvão vegetal

    Leia Mais!

    Contato