Cannabis no Canadá: O crescimento da maconha no mercado canadense

Escrito por

Escrito por

Lara Santos

Tempo de leitura: 3 min

Publicado em

Entenda melhor quais foram os fatores que influenciaram no crescimento de 120% do mercado canadense de cannabis e os principais insights de 27 meses de venda legal

Mesmo diante de uma pandemia com as proporções da COVID-19, um setor está em constante expansão no mundo todo: a indústria da cannabis. No Canadá, segundo país do mundo a legalizar o uso adulto, ficando atrás apenas do Uruguai, e primeiro do G7 (grupo dos países mais industrializados do mundo, também composto por Alemanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido), há um crescimento vigoroso no consumo da erva, com forte aumento no período de isolamento, quando as pessoas buscaram se munir de produtos que lhes fariam falta.

No ano de 2020, o crescimento das vendas de cannabis recreativa foram 120% maiores do que as vendas de 2019, chegando ao valor de 2,6 Bilhões de dólares canadenses, segundo a Statistics Canada.

A história

Algumas das maiores empresas que protagonizam a indústria da cannabis são as canadenses, como a Canopy Growth, Aurora Cannabis e Tilray. Esta última abriu seu mercado público em julho de 2018, um mês depois que o Canadá oficialmente legalizou a maconha recreativa, e, até setembro do mesmo ano, suas ações tinham subido quase 800%, hoje valendo 3,9 bilhões.

cannabis com fins medicinais no país canadense foi permitida em 2001. Já a produção, venda e uso adulto da planta foi autorizada em 2018, e, desde então, vem passando por problemas de adaptação esperados em um plano nacional de regulamentação de uma substância controlada. O êxtase da novidade causou picos de consumo, seguido de um acúmulo de estoque após o excesso de produção, a diminuição do uso entre adolescentes e um alto valor de impostos gerados sobre a venda.

Em 2020, no entanto, a pandemia do novo coronavírus mudou o comportamento dos usuários, não só gerando um aumento nas taxas de consumo de cannabis mundial como dito anteriormente, mas também ampliando a busca por formas mais saudáveis de uso, já que a carburação da planta agride o sistema respiratório, um dos principais afetados pela COVID-19. Nesse sentido, o governo canadense vem regulamentando produtos alternativos ao fumo, como comestíveisvaporizadores e bebidas infusionadas com CBD ou THC.

No gráfico abaixo é possível observar esse crescimento contínuo nas vendas de varejo da cannabis no Canadá, ultrapassando 600% em menos de três anos. O modelo de regulamentação da planta no país foi implantado após anos de pesquisa, e, mesmo com a instabilidade inicial, hoje demonstra ser um mercado promissor e com grande representação no Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Insights

Alguns dos principais insights encontrados na base de dados, além dos dados de crescimento mencionados acima, foram resumidos abaixo:

  • A região com maior crescimento percentual foi British Columbia, com um aumento de 282% nas vendas, comparando o ano de 2020 contra 2019;
  • A região com maior representatividade nas vendas foi Ontário, com 27,7% de todo o mercado, um crescimento de 3 pp, versus 2019;
  • O estado de Ontário também foi o maior contribuinte para o expressivo crescimento do ano de 2020, com um aumento de mais de 400 mil dólares canadenses versus 2019;
  • O trimestre de maior crescimento foi o primeiro de 2020, em janeiro, fevereiro e março, onde as vendas de cannabis recreativa quase que triplicaram versus o ano anterior;
  • No período de janeiro a março de 2020, o crescimento das vendas da região de British Columbia é de mais de 800%, sendo o período mais representativo para que a região crescesse sua participação de 8% em 2019 para 14% em 2020;
  • A única região que viu suas vendas diminuírem em 2020 foi Prince Edward Island, que teve uma pequena queda de 1,1% no período.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

copa do mundo e cannabis
Lara Santos

Copa do Mundo e cannabis  

Em 2022, o evento acontece em um país com regras rígidas sobre o uso de cannabis. Entenda como as seleções favoritas se posicionam a respeito da planta e como os atletas poderiam se beneficiar se o uso de CBD fosse permitido

Leia mais

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!