Cannabis e endometriose: qual a relação?

Escrito por

Escrito por

Lara Santos

Tempo de leitura: 3 min

Publicado em

A endometriose é uma condição médica que tem a dor como principal sintoma e a cannabis, como tem propriedades analgésicas, pode auxiliar a tratá-lo

O sistema endocanabinoide, descoberto pelo químico israelense Raphael Mechoulam, modula diversas funções importantes do organismo, mas, muitas vezes, um desequilíbrio pode fazer com que não funcione tão perfeitamente e cause condições médicas leves ou graves. A cannabis, com seus fitocanabinoides, é capaz de interagir com esse mecanismo e, então, ajudar a regular seu funcionamento, oferecendo benefícios terapêuticos importantes para o tratamento de algumas doenças, como a endometriose.  

O uso de cannabis para tratar a endometriose não é tão conhecido quanto para outras condições médicas já citadas nessa série de textos da Kaya Mind sobre a cannabis medicinal, mas alguns estudos científicos já apontam suas vantagens, tornando a planta uma alternativa possível e até procurada por pacientes que sofrem com os sintomas dessa doença. 

A endometriose e seus sintomas

A endometriose é quando parte do tecido que reveste o útero cresce fora do órgão. O principal sintoma dessa condição médica é a dor, que pode atingir a parte inferior das costas e do abdômen, a pelve, vagina ou reto, além de ser sentida durante a relação sexual. Ciclo menstrual irregular, diarreia, vômitos, infertilidade e outras questões também são outras consequências dessa doença. 

A endometriose acomete por volta de 7 milhões de brasileiras e 1 em cada dez mulheres sente dor advinda da doença. Como os fitocanabinoides da cannabis têm potencial analgésico e o sistema endocanabinoide, responsável pelo equilíbrio das funções do organismo, contém uma vasta quantidade de receptores nos tecidos do sistema reprodutor, aqueles acometidos pela endometriose podem sentir alívio nos sintomas ao consumir derivados da planta, que interagem com esses receptores. 

Como a cannabis trata endometriose

cannabis e endometriose

De acordo com um artigo publicado da Espanha, o THC diminuiu dores e o desenvolvimento de cistos no endométrio em um experimento com camundongos. Outro estudo realizado com o CBD, na Austrália, mostrou que esse fitocanabninoide foi um dos mais eficazes em relação a outros tratamentos alternativos para reduzir as dores de mulheres com endometriose. 

Normalmente, os tratamentos indicados para pacientes com essa condição médica variam de terapias hormonais a cirurgias, mas nem sempre são eficazes e também têm efeitos colaterais. 

Existem alguns produtos à base de cannabis, inclusive, voltados especificamente para a saúde íntima das mulheres. Aqui, você pode entender como os lubrificantes derivados da planta funcionam. 

Vale lembrar que os estudos em torno da cannabis e endometriose são preliminares, ainda que haja ensaios clínicos promissores. Por isso, se quiser seguir um tratamento com a cannabis, é essencial buscar ajuda e acompanhamento de um profissional da saúde para encontrar o medicamento e dosagem adequada

Cannabis e mulheres

A planta da cannabis tem uma longa relação com as mulheres. Ela se iniciou na antiguidade em que mulheres vistas como deusas usavam a cannabis como uma planta sagrada, além de usarem os derivados de cânhamo no dia a dia, como tecidos e alimentos. Ainda, as mulheres também utilizavam a cannabis para ajudar nos sintomas menstruais, afinal, os fitocanabinoides ajudam a estabilizar o humor e aliviar a dor. Pesquisas sugerem, inclusive, que o THC, mesmo com toda sua complexidade e controvérsia, pode diminuir a temperatura corporal, o que pode ajudar a mitigar as ondas de calor durante a menopausa, por exemplo.

Os benefícios da cannabis também podem melhorar a vida sexual das mulheres. Outro estudo descobriu que o consumo rotineiro de cannabis estava associado a melhorias na satisfação sexual feminina, como em relação aos níveis de desejo, excitação, lubrificação e orgasmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

copa do mundo e cannabis
Lara Santos

Copa do Mundo e cannabis  

Em 2022, o evento acontece em um país com regras rígidas sobre o uso de cannabis. Entenda como as seleções favoritas se posicionam a respeito da planta e como os atletas poderiam se beneficiar se o uso de CBD fosse permitido

Leia mais

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!