Produtos naturais e sexo: o que pode e o que não pode? 

Tempo de leitura: 3 min

Publicado em

A lubrificação é algo essencial para o sexo e muitas utilizam produtos naturais do dia a dia para aplicar na região íntima, mas pode ser prejudicial à saúde; entenda
produtos naturais e sexo

A lubrificação é um dos aspectos mais importantes para o sexo, em especial para as mulheres, pois torna o ato mais confortável e prazeroso – consequentemente, tornando-o muito melhor também para seu parceiro ou sua parceira. No entanto, nem sempre o corpo produz a lubrificação necessária, seja por nervosismo, uso de bebidas alcoólicas, condições médicas e outros motivos, o que gera uma necessidade e procura por produtos que sirvam como lubrificantes. Mas, na hora H, nem sempre as pessoas têm esses produtos em mãos e pensam em alternativas naturais disponíveis no momento que podem realizar a mesma função. O problema é que alguns desses itens podem ser prejudiciais à saúde íntima.  Entenda como produtos naturais e sexo podem ser aliados ou rivais.

Lubrificantes naturais para NÃO usar  

  1. Gordura vegetal 

Qualquer óleo de cozinha (inclusive o de coco), bem como a manteiga, não são recomendados como lubrificantes naturais. Além de poder irritar a vagina e alterar o pH natural da região íntima, esses produtos não são compatíveis com os preservativos, correndo o risco de romper a proteção. Ainda, na hora da aplicação, o óleo ou a manteiga não são tão lubrificantes assim.  

  1. Vaselina 

A vaselina é um produto feito à base de petróleo, o que pode causar infecções bacterianas sérias nas partes íntimas. Assim como a gordura vegetal, também pode estourar os preservativos. 

  1. Saliva 

Você deve estar pensando “mas como, se não dá pra evitar no sexo oral?”. Bom, a verdade é que a proteção com camisinha é importante até nesse tipo de ato. Isso porque a saliva é uma grande transmissora de ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), além de não ser tão eficaz como lubrificante, o que não diminuirá o desconforto. 

  1. Óleo de bebê 

Esses produtos costumam ser compostos por glicerina, substância que pode tornar a região íntima a estar mais propensa a infecções por fungos, como a Candida albicans, que causa a candidíase – os sintomas são: coceiras, irritação, pele avermelhada, inchaço, ardência e corrimento incomum. 

  1. Clara de ovo  

Pela consistência, até que pode parecer uma boa alternativa, ela não é recomendada como lubrificante, pois não há comprovação médica de que é uma opção segura e eficaz para a saúde íntima. 

Produtos naturais para usar durante o sexo

Dificilmente um produto natural vai atender às suas necessidades e não ser prejudicial à sua saúde, por isso, o indicado é que você se planeje para ter um lubrificante de boa qualidade, testado e com ingredientes adequados na gaveta. Nesse caso, os produtos mais recomendados para lubrificação são à base de água, por serem menos alergênicos e serem compatíveis com preservativos. Eles são fáceis de encontrar e versáteis e, hoje, existe uma variedade de opções sem substâncias químicas e com os ingredientes mais naturais possíveis. Veja algumas marcas de sexual care com lubrificantes naturais: 

Lubs 

Essa marca de sexual care preza por produtos veganos e livres de crueldade, isto é, que não foram testados em animais. Ainda, não contêm sulfatos, parabenos e substâncias tóxicas, sendo composto por 99,9% de ingredientes naturais. Outro benefício de seus lubrificantes é de que são enriquecidos com ácido lático, que mantém o pH, algo muito importante para a saúde íntima. Os sabores/aromas de lubrificantes são: jambu, baunilha e neutro. 

Pantynova 

Assim como a Lubs, a Pantynova produz lubrificantes veganos, livres de crueldade, sem sulfatos, parabenos e petrolatos. Todos os produtos são compatíveis com o uso de sextoys e a camisinha, bem como são à base de água e testados dermatologicamente. Atualmente, existem três tipos de lubrificantes íntimos à venda na loja. 

Feel 

Os lubrificantes Feel são veganos, livres de crueldade, sem sulfatos, parabenos, silicone, petrolatos, glicerina, ftalatos e outras substâncias tóxicas. Eles também contêm ativos que mantém o pH vaginal em equilíbrio, são compatíveis às camisinhas, à base d’água e tem uma textura natural. Os dois lubrificantes disponíveis contêm: calêndula e aloe vera ou menta, gengibre e canela.  

Existem muitos outros lubrificantes que visam uma vida sexual mais natural e sem impactos na saúde íntima. No exterior, por exemplo, muitas marcas já investem na cannabis como ingrediente de seus produtos de sexual care, pois é uma planta com inúmeros benefícios à saúde, inclusive o fato de relaxar a pele e ser alergênica. Leia esse texto para entender mais sobre o assunto. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!