O que é full-spectrum? 

Tempo de leitura: 2 min

Publicado em

Os produtos medicinais de cannabis são diversos e uma das classificações mais conhecidas são os “full-spectrum”; entenda para que serve e como se diferencia de outros no mercado

O uso medicinal da cannabis é um universo gigantesco, no qual diferentes condições médicas podem ser tratadas pelo seu consumo e ainda é possível encontrar produtos com diversas formas farmacêuticas para esse fim. Os diferentes tipos de produto também são classificados por seus perfis canabinoides, concentrações de compostos e objetivos específicos, que recebem nomenclaturas como: isolado, broad-spectrum e full-spectrum.  

A classificação full-spectrum, no entanto, é considerada uma das mais completas, que atende melhor algumas condições médicas e os pacientes. Vamos explicar o porquê.  

O que quer dizer full-spectrum? 

Full-spectrum significa, em português, espectro completo. Esse termo, em relação aos derivados da cannabis, representa produtos que contêm todos os fitocanabinoides e terpenos que existem na cannabis crua. O principal objetivo do full-spectrum é de preservar os diferentes compostos da planta, sem que sejam alterados pela descarboxilação e oxidação (esses dois processos podem ocorrer durante o cultivo da cannabis, pois os fitocanabinoides e outras substâncias vão se transformando diante de alguns fatores como tempo, calor, luz etc.). 

Para que serve o óleo full-spectrum? 

óleo full-spectrum

Entre as diversas formas farmacêuticas que existem, o óleo é uma das mais prescritas e mais buscadas pelos pacientes, pois tem mais variedade no mercado, costumam durar mais, tornando-se um produto mais barato, e por sua eficácia (tem uma atuação rápida no corpo, bem como podem conter concentrações altas de fitocanabinoides).  

Assim como as outras opções de produto, também existe o óleo full-spectrum. O full-spectrum em si é usado porque, ao conter todos os compostos da cannabis (fitocanabinoides, terpenos e canaflavinas), acontece o efeito entourage ou efeito de comitiva, isto é, uma sinergia entre as substâncias da planta que oferece um potencial medicinal mais efetivo para o tratamento de condições médicas.   

Isso não significa que os outros tipos de óleo não sejam eficazes, afinal, alguns pacientes não reagem bem ou não são recomendados a consumir certos fitocanabinoides, como o THC.  

Qual a diferença entre full-spectrum e broad-spectrum? 

Enquanto full-spectrum contém todos os compostos da cannabis, broad-spectrum contêm todos os compostos da cannabis, inclusive terpenos e canaflavinas, exceto o fitocanabinoide THC. Esse tipo de produto é recomendado para pacientes que não lidam bem com os efeitos do THC ou que tem condições médicas em que o uso do THC não é recomendado, mas ainda oferece um pouco do efeito comitiva por conter outras substâncias da cannabis in natura. 

Além do full-spectrum e do broad-spectrum, existe o CBD isolado. O nome já diz, mas o produto contém apenas CBD e nenhum outro fitocanabinoide, terpeno ou canaflavina.  

Apesar do efeito entourage ser importante, a existência desses tipos de produto é muito importante para o mercado da cannabis, pois eles atendem uma variedade de pacientes e condições médicas, tornando o tratamento acessível e possível para todos. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!