Remédios para borderline: tratamentos e medicamentos

Tempo de leitura: 5 min

Publicado em

Os remédios envolvidos no tratamento do transtorno da personalidade borderline são diversos e dependem das particularidades de cada caso

O Transtorno da Personalidade Borderline, anteriormente chamado de Transtorno da Personalidade Limítrofe, é caracterizado por um conjunto de sintomas que trazem prejuízo significativo para a vida dos pacientes. Entretanto, apesar da complexidade do transtorno, os remédios utilizados em seu tratamento são uma das principais ferramentas na busca pelo alívio dos sintomas. Nesse texto, vamos explorar quais são os remédios para borderline que oferecem alívio em quadros de Transtorno da Personalidade Borderline. 

Transtorno da personalidade borderline: critérios diagnósticos e prevalência 

O Transtorno da Personalidade Borderline, como o próprio nome diz, corresponde a uma das categorias dos Transtornos de Personalidade, condições descritas como padrões persistentes de experiência interna e comportamento que desviam acentuadamente da expectativa da cultura do indivíduo, são inflexíveis e desadaptativos e causam sofrimento e prejuízo para a vida do paciente. 

borderline sintomas

De acordo com a última edição do Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais (DSM-5-TR), o critério diagnostico para o distúrbio é definido por pelo menos cinco das categorias abaixo: 

  1. Esforços desesperados para evitar abandono real ou imaginado. (Não incluir comportamento suicida ou de automutilação coberto pelo Critério 5.) 
  2. Um padrão de relacionamentos interpessoais instáveis e intensos caracterizado pela alternância entre extremos de idealização e desvalorização. 
  3. Perturbação da identidade: instabilidade acentuada e persistente da autoimagem ou da percepção de si mesmo. 
  4. Impulsividade em pelo menos duas áreas potencialmente autodestrutivas (p. ex., gastos, sexo, abuso de substância, direção irresponsável, compulsão alimentar) (Não inclui comportamento suicida ou de automutilação coberto pelo Critério 5.) 
  5. Recorrência de comportamento, gestos ou ameaças suicidas ou de comportamento automutilante. 
  6. Instabilidade afetiva devida a uma acentuada reatividade de humor (p. ex., disforia episódica, irritabilidade ou ansiedade intensa com duração geralmente de poucas horas e apenas raramente de mais de alguns dias). 
  7. Sentimentos crônicos de vazio. 
  8. Raiva intensa e inapropriada ou dificuldade em controlá-la (p. ex., mostras frequentes de irritação, raiva constante, brigas físicas recorrentes). 
  9. Ideação paranoide transitória associada a estresse ou sintomas dissociativos intensos. 

Estudos mostram que cerca de 1,6% da população norte americana sofre com os sintomas do distúrbio. No Brasil, a prevalência ainda não foi confirmada, mas estudiosos garantem que embora haja muitas diferenças culturais, os dados podem ser semelhantes. 

No entanto, o transtorno recebe muita atenção devida a natureza complexa e o impacto significativos que causam na vida das pessoas que o vivenciam, bem como suas relações sociais. 

Transtorno da personalidade borderline tem cura? 

Infelizmente, a condição não tem cura. No entanto, avanços significativos são atingidos com o tratamento adequado, que envolve, idealmente, psicoterapia e medicação

A psicoterapia, especialmente abordagens como a Terapia Comportamental Dialética (DBT), tem se mostrado eficaz no tratamento da condição. A abordagem ajuda os pacientes a desenvolver habilidades para lidar com emoções intensas, impulsividade, instabilidade nos relacionamentos e outros sintomas associados ao transtorno. 

Além da psicoterapia, alguns pacientes podem se beneficiar do uso de medicamentos para tratar sintomas específicos do Borderline, como depressão, ansiedade ou impulsividade. Apesar da importância e do crescente interesse da nossa cultura por psicofármacos, é importante ressaltar que a medicação por si só não é considerada uma solução completa para o transtorno, e geralmente é usada em conjunto com a terapia. 

Embora o transtorno não tenha uma cura definitiva, o tratamento adequado proporciona uma melhora significativa na qualidade de vida de quem o enfrenta e, oferece suporte para que sejam capazes de lidar melhor com os desafios associados à condição. O suporte contínuo de profissionais de saúde mental, amigos e familiares também é de extrema importância no manejo do transtorno a longo prazo. 

Quem vivencia ou conhece alguém que enfrenta o Transtorno da Personalidade Borderline sabe como a condição é desgastante e compromete a qualidade de vida do indivíduo. Por isso, após reconhecer os sintomas e receber o diagnóstico, o tratamento se torna o principal interesse dos pacientes. 

Quais são os remédios para borderline utilizados no tratamento? 

Essa categoria de transtornos geralmente pode apresentar sintomas heterogêneos e por isso os remédios para borderline são variados. 

Os remédios para borderline mais utilizados visam tratar sintomas específicos que podem estar presentes junto com o TPB, como depressão, ansiedade, impulsividade e instabilidade emocional. Alguns dos medicamentos frequentemente prescritos incluem: 

Antidepressivos: Podem ser prescritos para tratar sintomas depressivos frequentemente associados ao TPB. Exemplos incluem inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ISRS), como a sertralina e a fluoxetina, e inibidores da recaptação de serotonina e noradrenalina (IRSN), como a venlafaxina. 

borderline remédios

Estabilizadores de humor: São frequentemente usados para ajudar a controlar as oscilações de humor e a impulsividade associadas ao TPB. Exemplos incluem o lítio e o ácido valproico. 

Antipsicóticos: Podem ser prescritos para tratar sintomas de psicose, desrealização ou dissociação que podem ocorrer em algumas pessoas com TPB. Exemplos incluem a olanzapina e a risperidona. 

É importante ressaltar que a eficácia dos medicamentos no tratamento do TPB pode variar de pessoa para pessoa, dos padrões individuais de cada personalidade, da gravidade e da intensidade dos sintomas, por isso, nem todos os pacientes com TPB necessitarão de medicação. Para avaliar a necessidade de remédios para borderline, é necessário o acompanhamento profissional, mais especificamente, a avaliação com um psiquiatra. 

Como os derivados da cannabis podem ajudar os pacientes com transtorno da personalidade borderline? 

Os fitocanabinoides, compostos encontrados na planta de cannabis, têm sido objeto de interesse crescente na pesquisa psiquiátrica, incluindo no tratamento de transtornos mentais como o transtorno da personalidade borderline. Embora ainda haja muito a ser compreendido, existem várias maneiras pelas quais os fitocanabinoides podem potencialmente ajudar nesses casos: 

Redução da ansiedade e estresse: Algumas evidências sugerem que certos fitocanabinoides, como o cannabidiol (CBD), têm propriedades ansiolíticas e podem ajudar a reduzir os níveis de ansiedade e estresse, sintomas frequentemente presentes no TPB. 

Controle de impulsos: O CBD tem sido estudado por sua capacidade de modular a impulsividade e melhorar o controle dos impulsos. Para indivíduos com TPB, que muitas vezes lutam com impulsividade e comportamentos de risco, isso pode ser particularmente relevante. 

borderline cannabis medicinal

Estabilização do humor: Embora os mecanismos não estejam completamente claros, alguns estudos indicam que os fitocanabinoides podem ter efeitos estabilizadores do humor, o que poderia beneficiar pessoas com TPB, que frequentemente experimentam oscilações de humor intensas. 

Redução da inflamação: Alguns estudos sugerem que os fitocanabinoides têm propriedades anti-inflamatórias, o que pode ser relevante para o TPB, já que há evidências de que a inflamação está associada a certos transtornos psiquiátricos, incluindo o TPB. 

Melhora da regulação emocional: O CBD tem sido estudado por seu potencial em modular a atividade cerebral em áreas associadas à regulação emocional, como o córtex pré-frontal e o sistema límbico. Para pessoas com TPB, que muitas vezes têm dificuldade em regular suas emoções, isso pode ser benéfico. 

Se você sofre com o Transtorno da Personalidade Borderline e deseja iniciar seu tratamento com os derivados da cannabis, a Kaya Mind oferece todo o suporte para que você inicie esse processo. Nós contamos com uma equipe de profissionais da saúde especializada em cannabis medicinal, prontos para avaliar o seu caso, orientar em cada etapa e oferecer a solução adequada para o seu quadro. Marque a sua consulta aqui

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!


    0
    Nós adoraríamos saber sua opinião, deixe seu comentário!x