Fitoterápicos para ansiedade

Escrito por

Escrito por

Lara Santos

Tempo de leitura: 3 min

Publicado em

A ansiedade é uma das condições médicas que mais acometem o ser humano, principalmente o brasileiro; em alternativa aos medicamentos convencionais, conheça os fitoterápicos que podem tratar os sintomas dessa doença

A busca por produtos naturais tem aumentado e é possível perceber o mesmo movimento na área de medicamentos. É claro que os remédios sintéticos e convencionais ainda são majoritariamente escolhidos para realizar tratamentos médicos, mas os fitoterápicos, por exemplo, vêm ganhando um espaço considerável nas gavetas de casa, principalmente para tratar questões de saúde mental, como a ansiedade.  

ansiedade é uma condição médica que vem crescendo no mundo – só no primeiro ano da pandemia do novo coronavírus, houve um aumento de 25% — e tem se tornado uma grande preocupação global. O Brasil, inclusive, é o país mais ansioso do mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), que estimou mais de 18 milhões de brasileiros com essa doença.  

Hoje, portanto, é natural que haja uma maior procura por tratamentos que possam atenuar os sintomas dessa condição médica. E os fitoterápicos, medicamentos feitos à base de plantas, são uma alternativa eficaz.  

Qual o melhor fitoterápico para ansiedade? 

Fitoterápicos para ansiedade

Os fitoterápicos usados para ansiedade devem ser à base de plantas que têm ação calmante, como passiflora, valeriana, camomila, melissa, lavanda e até a cannabis.  

A passiflora é obtida das flores do maracujá e contém flavonoides, glicosídeos, alcaloides, cumarinas, antocianinas e aminoácidos, propriedades que podem oferecer benefícios medicinais. A ansiedade, inclusive, não é a única condição médica que pode ser tratada por essa planta, mas, sim, outras como a hipertensão arterial e o déficit de atenção. A passiflora pode ser consumida em forma de chá, tintura ou comprimidos. 

Já a valeriana, além de diminuir o estresse e a ansiedade, é capaz de combater insônia, aliviar sintomas da TPM e menopausa, controlar a hiperatividade e mais. Normalmente, se utiliza a raiz da valeriana para produzir os fitoterápicos, como os chás e as cápsulas – alguns dizem, inclusive, que ao utilizá-la em conjunto com a erva cidreira, os efeitos são melhores. 

Tanto a passiflora quanto a valeriana já foram estudadas extensivamente pela comunidade científica e seus benefícios terapêuticos para tratarem ansiedade são evidentes. Outras plantas, no entanto, ainda não foram aprofundadas e, portanto, faltam comprovações de sua eficácia.  

Vale dizer, no entanto, que, nas farmácias, os nomes comerciais de fitoterápicos para ansiedade são:   

  • Maracugina 
  • Calman 
  • Sintocalmy 
  • Pasalix 
  • Serenus 
  • Ansiopax 

Quais são os benefícios de usar fitoterápicos para ansiedade? 

Os benefícios de usar fitoterápicos são muitos.  

O preço dos produtos, por exemplo, costuma ser mais acessível do que o dos medicamentos convencionais, até porque, por serem à base de plantas medicinais, a matéria-prima pode ser obtida facilmente.   

No entanto, um dos maiores pontos positivos é o fato de que os fitoterápicos oferecem menos efeitos colaterais. Esse, inclusive, é um dos motivos principais dos pacientes buscarem esse tratamento, pois, em comparação aos remédios tradicionais, principalmente àqueles usados para tratar questões de saúde mental, sobrecarrega menos o organismo e não causa dependência. Por isso, podem ser, muitas vezes, uma alternativa para crianças ou grávidas que possam sofrer com ansiedade e estresse. 

Como tomar fitoterápico para ansiedade? 

Só porque os fitoterápicos são feitos à base de plantas que são comuns no dia a dia, não quer dizer que eles devem ser consumidos sem acompanhamento médico, pois, apesar de poucos, existem efeitos colaterais e muitos ainda não têm comprovação científica. É essencial, portanto, obter uma prescrição médica com a dosagem e concentração recomendada para consumo. 

Assim que seu médico sugerir o uso, no Brasil é possível obter esses medicamentos pelas farmácias, mas também pelo SUS que os oferecem como uma prática integrativa e complementar.  

No caso da cannabis, os derivados da planta são possíveis de adquirir via importação, farmácias e associações. O SUS oferece esses medicamentos para pacientes que não conseguem arcar com o custo e entram com uma ação judicial para obter esse direito.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

copa do mundo e cannabis
Lara Santos

Copa do Mundo e cannabis  

Em 2022, o evento acontece em um país com regras rígidas sobre o uso de cannabis. Entenda como as seleções favoritas se posicionam a respeito da planta e como os atletas poderiam se beneficiar se o uso de CBD fosse permitido

Leia mais

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!