Remédios para Dor de Cabeça: Opções Naturais e Farmacêuticas 

Tempo de leitura: 9 min

Publicado em

Descubra diferentes remédios para dor de cabeça e explore tratamentos naturais para aliviar a dor. Encontre a solução ideal para você e diga adeus às dores de cabeça!
mulher com dor de cabeça busca remédios

Os remédios para dor de cabeça são um dos produtos mais vendidos nas farmácias e usados por milhões de pessoas em todo o mundo, porém você sabe como eles funcionam? A cefaleia, que é muito mais conhecida como dor de cabeça, é uma condição que hoje, afeta milhões de pessoas em todo o mundo e que pode ser causada por diversos fatores, desde estresse e má postura até enxaqueca e outras condições médicas, muitos desses sintomas, piorados pela vida moderna que vivemos hoje.  

Quem sofre com essas dores sabe que, encontrar um tratamento eficaz é essencial para melhorar a qualidade de vida, já que no momento de crise esse incomodo pode ser muito incomodo e até fazer com que você perca um dia inteiro. Hoje vamos falar sobre diferentes remédios para dor de cabeça, desde as opções farmacêuticas tradicionais até as alternativas naturais, alguns sintomas que você deve observar e, fatores ambientais e de estilo de vida que você pode adaptar para te ajudar. 

O que é cefaleia? 

Mas afinal, o que é a cefaleia então? A cefaleia é o termo médico correto para o que chamamos de dor de cabeça, porém na verdade que se refere a dores e desconfortos na região da cabeça e pescoço. Existem diferentes tipos de cefaleia, sendo as mais comuns nos pacientes a cefaleia tensional e a enxaqueca.  

A cefaleia tensional geralmente é caracterizada por uma dor que pode ser sentida em diferentes partes da cabeça e costuma a ter uma intensidade de leve a moderada, e que muitas vezes é descrita como uma sensação de aperto na cabeça.  

Já a enxaqueca é uma forma mais intensa e muitas vezes debilitante de cefaleia, e que normalmente acompanha outros sintomas como náuseas, sensibilidade à luz e ao som, o que pode piorar ainda mais a situação. 

Causas comuns da dor de cabeça 

Sempre precisamos considerar que as causas da cefaleia, assim como de outras condições médicas, podem variar de pessoa para pessoa, e incluem também fatores genéticos e outros pontos que nem sempre podem ser identificados sem um exame. Algumas das causas mais comuns incluem o estresse diário, má postura ao sentar-se ou dormir, alimentação inadequada, consumo excessivo de álcool, falta de sono e até mesmo alterações hormonais em mulheres.  

Para quem sofre de enxaqueca, alguns alimentos, como queijos envelhecidos, chocolate e café, podem atuar como fatores desencadeantes, bem como exposição a luzes e sons intensos. 

Possíveis causas da dor de cabeça 

A dor de cabeça é um sintoma comum que pode ser causado por muitos fatores e entender essas causas é fundamental para que você ou o paciente em questão, possam pensar em como evitar ou tratar alguns desses pontos, com o objetivo de aliviar o desconforto.  

Condições Médicas 

A cefaleia pode ser um sintoma de diversas condições médicas, algumas das quais precisam de atenção e um tratamento específico. Entre as principais condições relacionadas à dor de cabeça, destacam-se: 

  • Sinusite: quem nunca sentiu a cabeça entupida pode não compreender a profundidade de uma sinusite, em termos técnico ela é a inflamação dos seios paranasais, que são pequenos tuneis próximos ao nosso nariz e sobrancelha e sua inflamação pode resultar em dor de cabeça, especialmente na região frontal e ao redor dos olhos.  
  • Problemas de Visão: aquela apertada de olho pode te custar mais do que você imagina, isso porque alterações na visão, como a presença de hipermetropia, miopia ou astigmatismo não corrigidos adequadamente, podem levar a dores de cabeça frequentes, especialmente depois de um dia cheio e que envolveu atividades como leitura ou uso excessivo de dispositivos eletrônicos. 
  • Sono: não dormir é mais sério do que você imagina, e isso não é apenas por conta da dor de cabeça, porém sim, a privação de sono, bem como distúrbios do sono, como a apneia do sono, pode contribuir para o surgimento de dores de cabeça. O sono insuficiente interfere em tudo, inclusive no funcionamento adequado do cérebro e pode desencadear crises de cefaleia. 
  • Problemas Dentários: a famosa dor de dente também é uma grande responsável pela dor de cabeça de muitas pessoas, seja ela crônica ou pontual, pois algumas condições odontológicas, como bruxismo (ranger dos dentes) ou problemas na articulação temporomandibular (ATM), podem resultar em dores de cabeça tensionais de origem dentária, mas aquele dente inflamado também pode desencadear uma crise brava. 

Fatores Ambientais e Estilo de Vida 

Além de condições médicas, fatores ambientais e hábitos diários também podem desempenhar um papel significativo no desencadeamento de dores de cabeça. Entre eles, destacam-se: 

  • Exposição a Telas e Dispositivos Eletrônicos: passar o dia todo no computador é muito comum em profissões modernas, mas muito tempo em telas de computadores, smartphones e tablets pode causar fadiga ocular, o que contribui para dores de cabeça tensionais.  
  • Ambientes Barulhentos e Iluminados: você não precisa sofrer de TEA e nenhuma outra condição neurológica para se incomodar com muito barulho e luz, ambientes com luzes intensas, barulhos altos e estímulos sensoriais exagerados podem ser desencadeadores de crises de enxaqueca em pessoas predispostas. 
  • Tabagismo e Consumo de Álcool: sim, aquele tabaquinho do bar acompanhado de uma cerveja gelada pode te causar a dilatação dos vasos sanguíneos e aumentar a probabilidade de dor de cabeça. 
  • Estresse e Ansiedade: sente que isso faz parte do dia a dia? Senti muito estresse e ter uma crise de ansiedade podem desencadear dores de cabeça tensionais. Além disso, quem sofrem com o estresse crônico pode ter episódios de cefaleia mais frequentes e intensos. 
  • Exercício Físico Intenso: achou que eram apenas coisas ruins que atacavam a dor de cabeça? Infelizmente não, treinar com muita intensidade sem o devido aquecimento ou alongamento pode resultar em tensão muscular, desencadeando dores de cabeça. 

Alimentação e Hidratação 

Dependendo de como você está se alimentando e quanta água você toma também tem uma influência em você sentir mais ou menos dores de cabeça, especialmente em casos de enxaqueca. Algumas das possíveis causas relacionadas à alimentação incluem: 

  • Consumo de Cafeína: aquele cafezinho da manhã e da tarde podem te fazer mais mal (ou bem) do que você imagina, em especial a ingestão excessiva de cafeína ou parar completamente o consumo em pessoas habituadas a ela podem causar cefaleia. 
  • Aditivos Alimentares: já se sabe que o consumo de alimentos ultra processados em excesso faz muito mal, porém alguns aditivos presentes em alimentos processados, como glutamato monossódico (MSG) e aspartame, podem desencadear dores de cabeça em pessoas mais sensíveis. 
  • Jejum Prolongado: apesar de essa modalidade estar se tornando mais popular em alguns grupos, existe uma maneira correta de se fazer isso, simplesmente pular refeições ou permanecer por longos períodos sem se alimentar e fazer isso sem orientação pode levar à queda nos níveis de açúcar no sangue, o que acaba dando dores de cabeça em algumas pessoas. 
  • Desidratação: tome muita água, isso te ajudará a garantir uma hidratação adequada, porque estar desidratado pode resultar em dores de cabeça em algumas pessoas. 

Remédios para dor de cabeça

Que existem muitas opções para tratar sua dor de cabeça que talvez você já saiba, mas nós trouxemos algumas das opções de remédios disponíveis para o tratamento da cefaleia, cada um com seu mecanismo de ação e indicações específicas, porém lembramos que se consultar com um profissional da saúde é essencial antes de iniciar qualquer tratamento.  

Analgésicos 

Os analgésicos são medicamentos comuns que são vendidos muitas vezes sem prescrição nas farmácias, e as opções mais comuns são o paracetamol e o ibuprofeno, que atuam no alívio da dor e redução da inflamação, sendo a opção mais comum de remédios para dor de cabeça. Essas opções são normalmente usadas para tratar de dores leves a moderadas, mas é importante seguir as orientações do fabricante ou de um profissional de saúde quanto à dosagem e frequência de uso, evitando exceder as recomendações. 

Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) 

Os AINEs também são analgésicos, mas funcionam de uma maneira um, pouco diferentes por que eles possuem uma ação mais específica na redução da inflamação, o que pode ser útil para alguns casos, em especial aquelas dores mais intensas, porém devem ser usados com cautela e seguindo as orientações médicas para evitar efeitos colaterais. 

Triptanos 

Os triptanos são uma classe de medicamentos especialmente eficazes no tratamento da enxaqueca. Isso porque eles atuam reduzindo a inflamação e a dilatação dos vasos sanguíneos no cérebro, o que ajudar a aliviar os sintomas da enxaqueca, porém esses remédios também possuem efeitos colaterais em especial se usados em excesso e por isso, é muito importante que a prescrição e o acompanhamento sejam feitos por um profissional habilitado. 

Medicamentos preventivos 

Para quem sofre de cefaleias crônicas, e já teve isso diagnosticado por um médico, a estratégia da prevenção pode ser uma boa ideia na hora de evitar a frequência e intensidade das crises, em especial para não tomar muitos remédios para dor de cabeça. Existem medicamentos que podem ser prescritos por médicos com o objetivo de prevenir a ocorrência de enxaquecas, especialmente em casos graves e persistentes, já que esses medicamentos geralmente requerem um acompanhamento médico rigoroso, pois podem apresentar efeitos colaterais e contraindicações específicas para cada paciente. 

Em quais casos os remédios para cefaleia são contraindicados? 

Embora muitas das opções de remédios para dor de cabeça não precisem de prescrição e sejam bem efetivas no seu tratamento, sempre precisamos trazer as situações em que o uso é contraindicado! Veja em quais cenários é importante se atentar: 

  • Alergia ou sensibilidade a uma substância: algumas pessoas são sensíveis ou alérgicas a componentes de um medicamento, caso você já saiba que é, sempre busque saber se essa molécula faz parte da composição do seu remédio. 
  • Uso de outros medicamentos: algumas das opções de remédio para dor de cabeça tem interação com outras substâncias, como antidepressivos, anticoagulantes e anti-inflamatórios, o que pode aumentar ou diminuir seus efeitos, por isso sempre converse com um médico sobre o que você está tomando antes de começar um novo tratamento.  
  • Outras condições médicas: pessoas que já sofrem de alguma condição, como doenças renais, hepáticas, cardiovasculares ou gastrointestinais, devem ter cautela ao usar certos medicamentos para dor de cabeça. 
  • Gravidez e amamentação: para as mulheres grávidas ou que estejam amamentando, evitar esse tipo de medicamento, em especial sem orientação médica adequada pode ser uma boa ideia, porque alguns deles, como analgésicos e triptanos podem atravessar a placenta ou ser transmitidos pelo leite materno. 
  • Uso em excesso: sabia que sua dor de cabeça pode ser resultado de você tomar tanto remédio para dor de cabeça? Sim, a “cefaleia por abuso de medicamentos” piora qualquer sintoma devido ao próprio uso abusivo de remédios, criando um ciclo vicioso.  
  • Idade e peso: sempre veja qual é a recomendação do fabricante, pois especialmente em crianças, idosos ou pessoas com determinado peso corporal, pode haver restrições. 

Remédios naturais e alternativos para dor de cabeça 

Nem sempre tomar um remédio é a melhor coisa que você vai fazer, especialmente se você não está tratando uma condição crônica, é importante pensar como evitar o uso de alopáticos para tudo, por isso hoje trouxemos algumas opções que vão além das tradicionais farmacêuticas, que podem ajudar no alívio da dor de cabeça.  

Existem estudos buscando entender como a aromaterapia com óleos essenciais, por exemplo, tem sido estudada como uma forma de reduzir a frequência e intensidade das crises.  

Quem nunca ouviu uma pessoa mais velha falar para se fazer uma compressa fria para uma enxaqueca ou uma compressa quente para as dores do rosto, apesar de serem alternativas pouco eficazes em casos mais intensos, se você está com uma leve dor de cabeça, pode funcionar.  

Busque soltar qualquer aparelho que esteja preso a sua cabeça, seja uma presilha, um boné, chapéu ou outros itens que podem estar causando ou piorando a sua dor. 

Outras alternativas incluem a acupuntura, a meditação e o biofeedback. No entanto, é fundamental que qualquer tratamento alternativo seja realizado sob a orientação de um profissional de saúde para garantir sua segurança e eficácia. 

O papel da Cannabis Medicinal no Tratamento da Cefaleia e Enxaqueca 

Com o aumento no número de estudos sobre como a cannabis medicinal pode ajudar no tratamento de diferentes condições médias, a cefaleia que afeta milhões de pessoas em todo o mundo não poderia ficar de fora e essa pode ser uma alternativa mais natural e menos danosa do que os tradicionais remédios para dor de cabeça.  

Os compostos da cannabis, como os canabinoides e terpenos, interagem com o nosso sistema endocanabinoide e e podem ajudar a regular alguns processos no nosso corpo. Como nosso corpo possui um receptor chamado CB2, que parece ajudar pacientes que estão com dor, atualmente estuda-se se a cannabis poderia ter propriedades que ajudam a mitigar ou até mesmo interromper uma crise mais forte. 

óleo de cannabis medicinal pode ser um remedio para dor de cabeça

–> entenda melhor como funciona o sistema endocanabinoide nesse texto. 

Estudos e relatos de pacientes têm sugerido que a cannabis medicinal pode apresentar alguns benefícios no tratamento da cefaleia e enxaqueca, inclusive um estudo publicado na The Cureus Journal of Medical Science, revisou a literatura atual que existe a respeito do assunto. Nesse estudo, os autores concluíram que o uso da cannabis medicinal diminui a duração e a frequência de enxaquecas e condições relacionadas podem se beneficiar da terapia com cannabis medicinal.  

Além do estudo relacionando os canabinoides a condição médica, outros estudos demostram que o THC, por exemplo, demonstrou ter propriedades analgésicas e anti-inflamatórias que podem ajudar a aliviar a dor associada a essas condições. Além disso, o THC pode ajudar a reduzir a intensidade e a frequência das crises de enxaqueca, possivelmente atuando na modulação do sistema nervoso central. 

Por outro lado, o CBD, outro composto da cannabis, também tem demonstrado propriedades analgésicas e anti-inflamatórias, sem apresentar os efeitos psicoativos associados ao THC. Isso torna o CBD uma opção interessante para aqueles que desejam alívio da dor sem os efeitos colaterais típicos do THC. 

Dicas para prevenir a cefaleia  

Além do tratamento com remédios para dor de cabeça, algumas mudanças no estilo de vida podem ser muito boas para prevenir futuras crises. Mudanças como incluir exercícios físicos mais regulares, tem uma alimentação saudável, ter bons hábitos de sono e tentar controlar o stress, essas são medidas que podem ajudar a evitar as crises. Além disso, estar atento aos sinais do corpo e evitar alimentos ou ambientes que possam provocar crises de enxaqueca também pode ser útil para reduzir a ocorrência dessas dores. 

No entanto, é fundamental ressaltar a importância de buscar orientação médica antes de iniciar qualquer tratamento, seja ele farmacêutico ou alternativo. Somente um profissional de saúde poderá fazer um diagnóstico preciso e recomendar o tratamento mais adequado para cada paciente. A prevenção também desempenha um papel importante na gestão da cefaleia, e adotar um estilo de vida saudável pode ser benéfico para evitar crises futuras. 

Esperamos que este artigo tenha sido esclarecedor e útil para aqueles que buscam alívio da dor de cabeça.  

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!


    0
    Nós adoraríamos saber sua opinião, deixe seu comentário!x