Neuropediatria: o que é e como funcionam tratamentos alternativos

Tempo de leitura: 3 min

Publicado em

A neuropediatria é uma especialidade no tratamento de crianças, que faz o uso dos derivados de cannabis para o tratamento de sintomas.

A Neuropediatria é uma área da neurologia focada na compreensão das doenças do desenvolvimento e maturação do sistema nervoso de crianças.

O sistema nervoso envolve nossa percepção e reação a tudo o que acontece no nosso corpo e no ambiente externo. Esse sistema é subdividido em duas partes principais: o Sistema Nervoso Central (SNC) composto pelo encéfalo e medula espinhal, e o Sistema Nervoso Periférico (SNP) que conta com os nervos e gânglios. O SNP é responsável por identificar mensagens e gerar respostas, enquanto o SNP faz a transmissão das informações. Quando esses dois sistemas não funcionam da forma esperada, os neurologistas são os profissionais adequados para verificar as causas e as intervenções necessárias para cada caso. A neuropediatria atua especificamente nas mesmas funções, mas com foco no sistema nervoso de bebês e crianças, quando todo o processo ainda está em desenvolvimento.

Os profissionais da saúde especializados em neuropediatria

Os neuropediatras precisam obter conhecimento especializado na área antes de assumirem a profissão. Após a graduação em medicina, esses profissionais fazem residência médica em neurologia ou pediatria e depois ainda se especializam em neurologia infantil. Todo esse processo demora no mínimo 10 anos, e garante que o profissional seja capacitado na compreensão do funcionamento do sistema nervoso infantil. 

Devido as variáveis do desenvolvimento infantil, a neuropediatria tem uma importância significativa no controle de doenças que acarretam comprometimento neurológico.

neuropediatria e cannabis

A atuação dos profissionais nessa especialidade inclui a prevenção, o acompanhamento e o tratamento dos sintomas e condições que podem comprometer o desenvolvimento saudável de questões físicas, mentais e emocionais das crianças.

O acompanhamento neuropediátrico é muito importante para garantir o desenvolvimento saudável das crianças. No caso de suspeita de algum problema, esses profissionais podem oferecer o diagnóstico precoce, que é essencial para o prognóstico de possíveis doenças.

Quando procurar um neuropediatra?

No caso de suspeita de algum problema, é primordial tirar as dúvidas com o neuropediatra. Há inúmeros sinais e complicações causadas por quadros neurológicos. Por isso, identificar uma condição neurológica em uma criança, principalmente no início de seu desenvolvimento, pode ser um grande desafio.

Alguns sintomas sinalizam possíveis quadros e condições de saúde. Por exemplo:

  • Tiques e movimentos involuntários
  • Convulsões
  • Tremores
  • Paralisias
  • Falta de equilíbrio
  • Dificuldades na aprendizagem
  • Distúrbios do sono
  • Alterações comportamentais

A primeira consulta é o momento de sanar todas as dúvidas e questionamentos. Caso você tenha agendado uma consulta com um neuropediatra, procure anotar as suas queixas e dúvidas e expor as suas percepções durante a consulta.

O neuropediatra pode fazer avaliações e exames clínicos e solicitar exames de imagem para confirmar algum diagnóstico. Dependendo do caso, podem ser necessárias mais consultas para chegar a conclusões concretas.

A neuropediatria e a cannabis

A cannabis é uma possibilidade terapêutica eficaz no tratamento de algumas doenças do neurodesenvolvimento. Quadros de epilepsia refratária, Transtorno do Espectro Autista (TEA), Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), entre outros sintomas são tratáveis com os compostos da planta.

neuropediatria o que é

O canabidiol (CBD) é uma substância encontrada da cannabis, que não possui princípios psicoativos. Ele é considerado um elemento seguro para crianças, não provoca dependência e apresenta níveis baixos de efeitos colaterais, ao contrário de outras substâncias.

Além disso, estudos científicos mostram que o CBD promove resultados favoráveis em quadros que os medicamentos convencionais não promovem o alívio de sintomas, como é o caso da epilepsia refratária. Há diversos neuropediatras que promovem tratamentos com essa alternativa, e obtêm resultados satisfatórios para quadros complexos.

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Não perca nossos conteúdos!

Se inscrevendo em nossa newsletter você fica sabendo de todas as novidades que rolam por aqui e recebe nossos relatórios e promoções em primeira mão!


    0
    Nós adoraríamos saber sua opinião, deixe seu comentário!x