Clean beauty: entenda essa nova tendência da indústria da beleza

Tempo de leitura: 4 minutos

O meio ambiente é uma das pautas mais importantes da atualidade e muitas indústrias vem refletindo isso. O setor de cosméticos, por exemplo, tem mostrado sua preocupação com o tema por meio do movimento “clean beauty 

A crise climática é uma das pautas mais urgentes deste século e tem sido uma semente para novas formas de agir e pensar, bem como para novos movimentos. Todas essas mudanças caminham para uma direção mais sustentável, em que se busca um futuro promissor, e é possível enxergá-las no mundo empresarial em diferentes setores. A indústria da beleza é uma delas, na qual se destaca o movimento de clean beauty, ou beleza limpa em português.  

 

O que é um produto clean beauty? 

clean beauty benefíciosProdutos “clean beauty” são cosméticos com formulações sem agentes tóxicos na composição, com o objetivo de trazer menos impactos ao meio ambiente e ao próprio organismo humano. Os ingredientes, portanto, são naturais e mais modernos, oferecendo não só segurança no uso, como uma alta performance nos tratamentos. Além da preocupação com a fórmula, também existe um cuidado sustentável com os testes clínicos e as embalagens desses produtos – os testes não são realizados em animais e as embalagens são biodegradáveis ou recicladas, por exemplo. 

As substâncias proibidas desses cosméticos são os parabenos, sulfatos, ftalatos, formaldeídos, petrolatos, fragrâncias, conservantes, filtros químicos e outros. Há comprovações científicas de que esses componentes podem causar alergias, distúrbios hormonais e até contaminações de minerais pesados no organismo, além de serem cancerígenos, mutagênicos ou tóxicos. 

As formulações limpas dos produtos de beleza limpa, apesar de já existirem e estarem presentes na indústria de cosméticos brasileira, ainda não são definidas por uma regulamentação no país. Por isso, fique de olho: existem muitos casos de “greenwashing”, ou seja, de empresas que se apropriam do termo “clean beauty” para ter uma melhor imagem diante do mercado, sendo que não aderem às características que o definem.  

 

Clean Beauty x Slow Beauty x Green Beauty 

“Clean beauty”, “slow beauty” e “green beauty” tem se tornado termos frequentes na indústria de beleza, mas também muito confundidos por conta de suas semelhanças. Apesar de todos esses movimentos estarem interligados, cada um tem sua particularidade.  

O primeiro, como já explicado anteriormente, se refere à beleza atóxica; “slow beauty”, traduzido como beleza lenta, defende uma rotina de skincare simples e consciente, com menos produtos industrializados, mas que sejam igualmente funcionais; já “green beauty” ou beleza natural, em português, define cosméticos naturais, produzidos, em sua maioria, de forma artesanal e sem nenhum tipo de ingrediente sintético. 

 

Quais são os benefícios dos produtos clean beauty? 

Com uma proposta mais consciente e transparente, acompanhada de pesquisas científicas sérias, os benefícios dos produtos clean beauty são vários. Esteticamente, oferecem uma melhora significativa em casos de alergia, irritações e queimaduras na pele, e são eficazes para outros tratamentos da mesma forma que os convencionais. 

Ao pensar em saúde, esses produtos contêm componentes naturais que contribuem para uma rotina sem substâncias que podem causar uma série de condições médicas que são causadas por alguns componentes químicos, como alterações hormonais, câncer de mama, útero e ovário, problemas neurológicos, riscos de aborto espontâneo e de piora na fertilidade, entre outros.  

Além dessas vantagens, o meio ambiente também é beneficiado pelo uso desses produtos, já que sua produção não contamina lençóis freáticos e rios, bem como no uso do dia a dia – os produtos escorrem pela água das pias e chuveiros quando são utilizados, mas não atingem os sistemas de saneamento. 

Vale dizer, no entanto, que existe um movimento contrário aos produtos de beleza limpa. Alguns especialistas afirmam que os ingredientes sintéticos adicionados aos cosméticos são seguros por serem estudados e regulamentados há anos, além de acreditarem que “clean beauty” é baseado em desinformação. 

 

Marcas de beleza limpa 

Mesmo sem uma regulamentação definida, as marcas de beleza limpa já existem no Brasil e têm ganhado destaque entre os consumidores. Veja algumas opções abaixo: 

  • Biossance 
  • Sallve 
  • Care Natural Beauty 
  • Simple Organic 
  • B.O.B 
  • Nuxe 

Algumas dessas marcas, inclusive, já atuam com produtos que têm uma relação indireta com a cannabis, como o CBAessa substância, por mais que não seja um princípio ativo da planta, é capaz de reproduzir os efeitos causados pelo canabidiol (CBD), por exemplo. Pode-se afirmar, portanto, que essas empresas que seguem o movimento “clean beauty” poderiam atuar no mercado da cannabis também, já que a planta tem todas as características relacionadas à beleza limpa: é natural, terapêutica e produzida de forma sustentável. 

Compartilhe essa informação!

Cadastre-se em nossa newsletter!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Contato

      Deixe um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado.